Pular para o conteúdo | Meu SIGUE | SIGUE Administrativo

Você está em: Página InicialNosso Grupo › História do Grupo  


História do Grupo

Era 21 de dezembro de 1938, Porto Alegre, podemos dizer mais especificamente, no bairro Belém Velho, sede do Círculo Operário. Vinte e oito pessoas reúnem-se, pontualmente às 16 horas, para participar da primeira reunião oficial da Tropa Guia Lopes, que 70 anos depois, se consolidaria como um dos principais grupos escoteiros do Rio Grande do Sul e, porque não dizer, do Brasil. 
 
O encontro terminou com um decisão: buscar os meios para realizar um acampamento no mês seguinte, próximo a capital e, preferencialmente, em uma praia. Na segunda reunião definiu-se que aconteceria de 20 a 24 de Janeiro. Às 6h20min do dia 20, a tropa deixou a sede do Círculo Operário, chegando duas horas depois a Belém Novo, abaixo de chuva. O clima úmido, entretanto, não impediu os escoteiros armarem 16 barracas cedidas pelo exército, promovendo inclusive, um concurso para premias as melhores. O primeiro dia de acampamento prosseguiu com o almoço, visitas, o jantar e um animado fogo de conselho. 
 
A rotina dos três dias seguintes foi, pode-se dizer, espartana – sem deixar de ser divertida. O despertar ocorreu religiosamente com o surgimento dos primeiros raios de sol, acompanhado pela higiene pessoal e pelo café da manhã. Na seqüência, ginástica, missa e visitas, atividades realizadas quase sempre com horários pré-determinados. Entre as tarefas, porém, os escoteiros não perdiam a oportunidade de contar histórias, anedotas e cantar, proporcionando um agradável clima ao acampamento. 
 
O relato do primeiro acampamento consta do diário do Guia Lopes, uma preciosidade que registra os principais fatos dos três primeiros anos de existência. Às 14h do dia 24, após desarmar as barracas, limpar o local e fazer alguns agradecimentos, a tropa retornou para a sede do Grupo Operário. 
 
A definição das características da bandeira da tropa ocorreu três meses depois: fundo verde, sinal “caminho a seguir”, letreiro Guia Lopes em amarelo e uma flor de lis branca. A entrega oficial da auriflama ocorreu em 09 de Abril, pelas mãos da madrinha do Guia Lopes, Dona Heroina Ferreira e Silva. O lenço, por sua vez, seria vermelho devido a cor da bandeira do Circulo Operário.
 
Nos primeiros dias de Junho, uma confirmação movimentou a tropa: os Gaúchos fariam sua primeira viagem, para participar no Rio de Janeiro do AJURI interestadual, que reuniu quatro mil escoteiros de todo o país, durante a semana da pátria, no antigo parque imperial da Boa Vista. Radiantes, 35 integrantes da Tropa Guia Lopes embarcaram as 4h30min de 10 de Junho, no barco a vapor Itaité. O primeiro trecho do percurso foi vencido as 8h do dia seguinte, com a chegada em Rio Grande. Após diversos compromissos na cidade portuária, a viagem foi retomada e a felicidade que tomava os escoteiros foi, lentamente, desaparecendo, como relata o diário: “[Dia 12] Saímos da barra as 9h. Mar muito agitado. Da nossa Tropa, todos enjoaram. Alguns estiveram bastante mal (...) [Dia 13] Alto mar, alguns melhoraram, mas (mar) muito agitado. Esperamos chager esta noite ao porto de Santos”. 
 
Passada a viagem, realizada uma honrosa e vitoriosa participação no AJURI, o evento terminou em 25 de Junho e a tropa embarcou para o Rio Grande do Sul. A chegada em Porto Alegre aconteceu em 01 de Julho. No diário da Tropa há detalhes das atividades, competições, a visita do presidente Getúlio Vargas a seu canto de patrulha, bem como sobre a viagem e curiosidades.
 
(Fonte: União em Revista, Novembro de 2008)




GRUPO ESCOTEIRO GUIA LOPES - 2/RS
Grêmio Naútico União - Sede Ilha do Pavão
Avenida Mauá, 1050, Armazém C3, Doca 01
CEP 90010-110 - Centro
Porto Alegre/RS
Grêmio Naútico União
Escoteiros do Brasil - Região do Rio Grande do Sul
Organização Mundial do Movimento Escoteiro

Escotismo Digital